03/2015 a 04/2016 - Dr. Felipe Bittioli Rodrigues Gomes - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

Professor Adjunto da Faculdade de Etnodiversidade, da Universidade Federal do Pará, Campus Universitário de Altamira. Biólogo, graduou-se em Ciências Biológicas (Licenciatura Plena) pela Universidade de Taubaté, SP, estudando anfíbios anuros para o projeto de conclusão de curso. Possui Mestrado em Biologia Animal, na área de Ecologia e Comportamento, pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), onde estudou a Biologia e a Ecomorfologia de girinos. Defendeu o Doutorado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), com um projeto sobre a biologia e a ecologia de uma águia florestal, Morphnus guianensis. Durante o período em que trabalhou no Museu da Amazônia (MUSA), desenvolveu atividades relacionadas à divulgação científica, popularização e socialização da ciência. Desenvolve e orienta pesquisas nas áreas de História Natural, Ecologia e Zoologia, com ênfase em Ornitologia e Herpetologia. Atua principalmente nos seguintes temas: Ecologia de populações e comunidades, Distribuição geográfica, Zoologia (taxonomia), Comportamento e História Natural (dieta, reprodução, predação, comunicação) de anfíbios, répteis (serpentes e quelônios) e aves.

 

 

05/2016 a atual - Dr. Ítalo Martins da Costa Mourthé Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Graduado em Ciências Biológicas (2003) e Mestre em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre (2006) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Doutor em Biologia (Ecologia) pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (2012). Bolsista de pós-doutorado em genética na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul entre 2013 e 2016. Atualmente, bolsista de pós-doutorado na Universidade Federal do Pará. Associado da Sociedade Brasileira de Primatologia e American Society of Primatologists. Tem concentrado suas pesquisas na ecologia dos primatas neotropicais com ênfase em suas estratégias de forrageamento e uso dos recursos, interação animal-planta, conservação de espécies ameaçadas e genética (hibridação em Alouatta). Atualmente, estudando o processo biogeográfico de diversificação dos primatas amazônicos.